“As cores do crime”

Não sei por que, mas a maior parte dos livros que leio são de autores estrangeiros. Talvez porque a produção internacional é maior, talvez porque é mais bem divulgado…

Recentemente li um livro policial passado na Vila Madalena, bairro paulistano. Foi fantástico reconhecer os lugares citados na história, pensar que aquele advogado ou aquele porteiro é parecido com alguém que eu conheço, ver construções de frase que só um brasileiro faria.

Pedro Cavalcanti nos traz um advogado que recebe, no meio da noite, a ligação de Elisa, com quem um caso mal resolvido, nervosa com a tarefa de reconhecer o corpo de seu marido no IML.

Livro curtinho e divertido.

Anúncios

3 comentários

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s