“Os homens que não amavam as mulheres”

Às vezes acontece de eu não gostar de um livro que é o maior sucesso. E eu me pergunto o que será que eu deixei passar, por que eu não percebi o motivo do sucesso. Depois eu lembro de que “toda unanimidade é burra” e me conformo com o fato de que eu não preciso compartilhar a mesma opinião da maioria.

O livro de tremendo sucesso de Stieg Larsson foi um desses. Não é que eu tenha odiado; só não me encantei ao ponto de ler os outros dois livros da trilogia Millenium. Eu concordo que há uma trama amarrada e muitas surpresas. Ainda assim, os personagens principais não me conquistaram,  a repetição de cenas pesadas não ajudaram e nossa relação não foi para frente…

Na Suécia, o jornalista Mikael Blomkvist e a bizarra hacker Lisbeth Salander unem-se para desvendar o misterioso sumiço da jovem herdeira de um império industrial décadas atrás.

E dá-lhe um calhamaço de intrigas…

O curioso  –  e triste acontecimento – é que o autor faleceu antes de ver o tamanho sucesso de sua obra.

 

Como sei reconhecer um livro bem escrito, ainda que não tenha me encantado, logo teremos uma resenha de alguém que adorou a trilogia.

Anúncios

1 comentário

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s