“A décima terceira história”

 

foto por Júlia

 

Não é fácil uma história me fazer soltar um “aaaaah!” ao revelar a chave do mistério. Talvez por eu ler bastante, muitas vezes percebo as pistas que o escritor vai deixando na narrativa e descubro o que deveria ser surpresa. Diane Setterfield pode ter deixado pistas, mas foram tão bem encobertas que eu tomei um susto quando as peças do quebra-cabeça finalmente se encaixaram.

Vida Winter, a (fictícia) maior escritora inglesa da atualidade, convida Margaret para escever sua biografia. O pedido causa estranheza, pois, sendo conhecida a reclusão e privacidade que rondam a vida da Sra. Winter, por que teria ela escolhido uma jovem de pouca experiência?

Margaret aceita a tarefa sob a condição de que a Sra. Winter conte a verdade. Começa, então, a história das irmãs gêmeas, envoltas por segredos de família, fantasmas, ligações fraternais extremas e dúvidas sobre a veracidade do que a escritora conta à Margaret.

Para ser absorvido(a) por uma história, vá em frente.

Anúncios

1 comentário

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s