Dica do Amigo (Rafael Antunes)

Livro: Millennium – Os Homens que não amavam as mulheres; Larsson, Stieg

Estilo: Policial, suspense

Tema: O jornalista sueco (Mikael Blomkvist) da revista Millennium investiga o desaparecimento de uma jovem herdeira de um império industrial (Harriet Vanger) que ocorreu há 40 anos a pedido de seu tio. Ela desaparece em uma ilha que foi fechada para um encontro familiar e de negócios.

Por que vale a ler: O livro tem em seu primeiro atrativo uma terra desconhecida, a Suécia, e ainda mais uma ilha que não faz parte dos principais pontos turísticos escandinavos. Depois, uma série de personagens interessantes e não explícitos que são extremamente bem construídos e originais, como o próprio jornalista M. Blomkvist, Henrik Vagner (antigo patriarca do clã), Harriet Vagner e a jovem e genial hacker Lisbeth Salander. Outro ponto de maestria de Larsson é o a trama engendrada, que tem mesclas de vida contemporânea com corrupção do mercado financeiro, invasão de privacidade, violência sexual contra mulheres, racismo, neo-fascismo e temas que emergem como não aceitos no mundo de hoje.

A maestria de condução na sua escrita faz do primeiro livro da saga Millenium dar vontade de ler sem parar um segundo. O suspense já começa nas primeiras partes e fiquei completamente ´sequestrado´ pela narrativa e por não querer perder uma palavra sequer. Em meio a investigação Blomkvist tem que lidar com uma condenação por difamação ao financista Wennerström, que com isto, atinge a credibilidade de sua revista. Ao passo que a trama se desenvolve percebe-se que Blomkvist + Salander fazem uma ótima combinação para colher informações para solucionar o caso, mesmo que a família Vagner não esteja disposta a abrir para o mundo. O clã industrial/financeiro tem tantos segredos que os três livros da saga Millenium são até pouco para revelar todos eles.

Infelizmente Larsson, que faleceu subitamente em 2004, não pode ver seu sucesso nem pode também nos presentear com uma escrita de suspense extremamente cativante.

Anúncios

2 comentários

  1. Eu tb fiquei viciada! Os filmes suecos sobre os livros são muito bons e retratam bem o “espírito” do autor. O filme americano sobre o primeiro livro é tb muito bom e me surpreendeu.

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s