Dedicatórias em livros

Uma amiga que conhece minha paixão por livros me enviou um link. Uma reportagem do Jornal O Globo Rio que conta sobre dedicatórias que donos de sebos encontram em livros. E não somente sobre como estes recadinhos revelam histórias privadas, mas também de como é emocionante encontrar quem a escreveu ou para quem ela foi escrita.

Eu, particularmente, não gosto de comprar livros em sebo. Gosto mesmo é de pegar um livro novinho, as folhas branquinhas, pronto para ter uma primeira e única dona. Será que sou possessiva e não quero saber de um livro com “história”, com uma “bagagem emocional”?? (brincadeira!)

Por outro lado, acho que o lado curioso de todos nós delicia-se em conhecer um pedacinho da vida de alguém, de imaginar o resto da história, a relação entre destinatário e produtor da dedicatória…

Gosto de presentear pessoas queridas com livros, mas não tenho o costume de escrever dedicatórias. “Vai que o presenteado já o possui e quer trocar?”, indaga meu lado racional. “E a graça de ter uma mensagem pessoal que indica por que aquele presente foi escolhido para aquela pessoa?”, retruca meu lado emotivo.

O lado racional anda ganhando.

E o de vocês?

Anúncios

9 comentários

  1. eu escrevo a dedicatória em post-it ou colo cartõezinhos de cartolina com durex.

    nunca escrevo em livros.

    Compro mto em sebos, feirinhas e afins.

  2. Eu adoro comprar livros em sebo! Pelo menos uma vez por mês, me perco no meu “roteiro dos sebos”. Mas não curto dedicatórias nos livros. Acho mais bacana um cartão ou um simples bilhetinho 😉

  3. Sou igual a você, gosto de comprar livros novos, e algumas pessoas torcem o nariz quando assumo isso.
    Sei que não é sustentável, mas gosto de sentir o “cheiro do novo”.
    Livros usados tem o lado emocional, e embora eu goste do vintage, em se tratando de livros, ainda prefiro exemplares novinhos.
    Outra mania que tenho: não consigo emprestar meus livros e raramente pego emprestado. Cada louco, com a sua mania (risos).

    Falando em dedicatória… infelizmente, a maioria das pessoas que conheço e tenho de presentear não possuem o hábito de leitura, por isso nunca estive na “dúvida da dedicatória” . Mas penso da seguinte forma, como eu não gostaria de ganhar um livro com dedicatória, eu também não faria dedicatória no livro que eu fosse presentar. Um cartãozinho resolve perfeitamente e o presentado tem total liberdade de troca.

  4. Putz! Sabe que eu adoro uma dedicatória!!!
    Acho q dá um tom pessoal ao livro q faz ele ser mais especial.
    Além da história do próprio livro, acho q a dedicatória faz a gente lembrar da nossa história qdo ganhamos ou lemos o livro e traz uma lembrança a mais q pode se perder com o cartãzinho separado.
    O q sempre me pega é esse problema da troca, mas acho q, para pessoas bem próximas (aquelas q realmente valem uma dedicatória), dá para investigar se o livro não vai ser repetido e arriscar a aposta no lado emocional.

  5. Sabe que eu to totalmente sem ideia pra fazer uma dedicatória? E meu namorado quer que eu escreva uma na capa do livro, é mole? hahahaha

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s