Chanel x 2 filmes

Se existe alguém que encarna o estereotipo francês é a Coco Chanel. Elegante, controversa, à frente de seu tempo, a estilista francesa ganhou nos últimos anos duas belas produções.

“Coco antes de Chanel” traz a gracinha Audrey Tatou no papel principal. O foco do filme é a vida de Gabrielle antes da fama – e de ser Coco Chanel. Ninguém conhece ao certo a vida pregressa de Chanel, pois ela inventava detalhes diferentes a cada vez que, relutantemente, falava sobre seu passado. Neste filme, mesmo com as características ruins da personalidade dela, eu cheguei a gostar da Chanel.

Já em “Coco Chanel & Igor Stravinsky”, a Chanel retratada é difícil de engolir. Egoísta e geniosa, ela tem um tórrido affair com o músico Stravinsky, mesmo com a mulher e filhos deste sob o mesmo teto. A união foi extremamente proveitosa para a criatividade de ambos, mas destrutiva para a família de Stravinsky.

Fonte 1

Fonte 1

Chanel pode ser uma personagem que não gera empatia. No entanto, sua contribuição não só para a moda, mas também para a mudança do comportamento feminino fazem dela uma personalidade histórica.

Anúncios

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s