“Transgressão”

Fonte 1

Fonte 1

Não fechei 2012 com chave de ouro; o livro que eu estava lendo no fim do ano era muito chato!

“Transgressão”, de Rose Tremain, foi nomeado ao Man Booker Prize de 2010. Os elementos de um ótimo livro estavam lá: uma antiga propriedade de pedra, dois irmãos com um passado obscuro que levou Aramon a ser alcóolatra e Audrun a se isolar, um mercador de antiguidades londrino que decide refazer sua vida no interior da França…

Tudo muito promissor, até os personagens revelarem suas personalidades, as quais me repeliram de tal forma que eu não gostava de me encontrar com nenhum deles ao abrir as páginas! Ficava torcendo para a história caminhar diferente. Só que a autora do livro não sou eu. Só me restou forçar a passagem até o fim do livro, de modo a não terminar o ano com uma leitura pela metade.

Anúncios

2 comentários

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s