“O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares”

O título já denota que a história tem um quê de bizarra. O mesmo vale pela foto da capa – uma daquelas fotografias antigas, com uma menininha levitando. Manipulação ou verdade?

Curiosidade devidamente atiçada + bastante tempo livre = livro devorado em 2 dias.

Foto por Júlia A. O.

Foto por Júlia A. O.

O livro de Ransom Riggs é recheado de fotografias antigas igualmente perturbadoras, como uma única criança com duas refletidas na água, um rapaz com abelhas ao redor do corpo, um rosto pintado na parte de trás da cabeça de alguém… As fotos complementam a narrativa do adolescente Jacob que, após uma tragédia familiar, embarca numa viagem a uma remota ilha no País de Gales, para descobrir mais sobre o passado de seu avô em um “orfanato para crianças peculiares”.

A primeira metade do livro é original e curiosíssima. Até dá um tiquinho de medo. Já a segunda, após se jogar luz na maior parte dos mistérios,  é uma aventura juvenil que, ainda que prenda a atenção, não é tão espetacular como o começo. O bom mesmo do livro são as tais crianças peculiares – no que são peculiares? quem é a Srta. Peregrine que cuida dela? como foram parar lá? são perigosas? Uma vez respondidas tais indagações, o ritmo da leitura segue normal, de um livro bom, mas não magnífico.

Ótima opção para adolescentes, boa alternativa para quem tem sede de um quê de estranhice.

Anúncios

1 comentário

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s