“Uma vida inventada”

Surpreendentemente delicioso! Quem diria que a Maitê Proença escreve de modo tão envolvente?

Não sou muito noveleira, então não conheço muito da carreira artística da Maitê. Sei que ela é muito, muito bonita, uma atriz mediana, maluquete e um tantinho antipática. O que eu não sabia é que por trás da persona pública, há alguém que sofreu horrores e que tem a coragem de expor o drama de ter um pai que mata sua mãe e ainda assim não o rejeitar.

Foto por Júlia A. O.

Foto por Júlia A. O.

Em “Uma vida inventada – memórias trocadas e outras histórias”, a atriz conta, sem ordem cronológica ou racional, casos de sua vida, amores, viagens, experiências e, como eu disse, bravamente, sua relação com a mãe e o pai, antes e depois do crime.

Muitas histórias transitam entre a fantasia e a realidade, sem estar muito claro onde fica o limite. Isso é muito da graça do livro, não levar tão a sério como biografia e sim um relato de alguém incomum.

Eu não curto muito livro de contos ou biografia e adorei o livro, só para comprovar a qualidade de Maitê de encantar o leitor.

Anúncios

3 comentários

  1. Eu tb gostei muito do livro e me comovi com ele. No entanto quando a vejo dando entrevistas….continuo achando que ela é muuuuuito antipática e metida.

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s