A culpa é de quem?

Netflix salvando a vida de quem não pode sair de casa..!

terapia de risco filmeNo final de semana assisti a “Terapia de risco”, com Rooney Mara, Jude Law e Catherine Zeta-Jones. Com uma fotografia primorosa, Soderbergh conta duas histórias, em cada metade do filme. No primeiro momento, a discussão envolve os efeitos colaterais dos antidepressivos, nos limites éticos da indústria farmacêutica no mundo capitalista, o papel do psiquiatra. Isso tudo motivado pelo crime que Emily, depressiva após a saída de seu marido da prisão, comete. A garota não se lembra de nada e atribuí seu drama ao medicamento prescrito pelo Dr. Jonathan. Na segunda metade, depois de uma bela reviravolta, descobrimos que nem tudo é o que parece e muitas máscaras vão caindo pelo caminho…

Eu preferia que o filme tivesse se restrito somente à discussão inicial, que deixou minha cabeça pipocando de questionamentos éticos e legais sobre a responsabilidade de cada um dos envolvidos. A mudança de enfoque mantém o filme interessante, não há dúvida, mas o final…ah, como eu queria que a história tivesse acabado uns minutos antes!

Anúncios

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s