“O homem que amava os cachorros”

De Natal, ganhei de um casal de amigos queridíssimos o livro “O homem que amava os cachorros” (Boitempo Editorial), de Leonardo Padura. Ao ler o título, estranhei a escolha do presente porque eu acho cachorros fofos, mas não sou fã do tipo que se empolgaria com uma história sobre amor aos animais. Virei o livro, li a sinpose e me acalmei: ufa, meus amigos me conhecem, o título engana.

Três história se entrelaçam, todas com o socialismo tanto como pano de fundo como personagem principal. Ivan, na Cuba atual, revela as restrições que a revolução trouxe aos cubanos. Seu caminho cruza com o de um personagem sem nome, que lhe conta sobre Ramon Mercader, espanhol aliciado por Stalin para matar Trotski. Por fim, os últimos anos de Trotski, um dos líderes da Revolução Russa e agora exilado por ordem de Stalin.

Foto por Júlia A. O.

Foto por Júlia A. O.

De rica base histórica, o autor cubano destrincha as condições reais dos diversos grupos que primeiramente se abergavam sob o manto comum da revolução comunista e que depois, com facões em punho, esqueceram a irmandade e partiram para a luta de poder. É igualmente interessante conhecer um pouco de uma figura tão emblemática como Leon Trotski – não imagino o que é viver todos os dias em prol de uma utopia, que está acima de qualquer relacionamento pessoal e das próprias dúvidas.

Elogios feitos, não posso deixar de compartilhar a dificuldade em terminar o livro. Longuíssimo (quase 600 páginas, o que em si não é problema), a história move-se a passos de tartaruga e a leitura não rende. Além disso, não conheço as particularidades dos grupos de revolucionários, principalmente da guerra espanhola, o que me fazia perder a real dimensão do jogo político que havia na época. A falta de empatia com os personagens também afetou o ritmo da leitura, já quem nem todos os dias vocês está animado a se encontrar com pessoas (imaginárias, eu sei!) de quem você não gosta particularmente.

Uma leitura para guerreiros.

Anúncios

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s