É bom ser jovem?

Eu torço o nariz para o Ben Stiller, você sabem! Minha implicância, no entanto, não me impede de reconhecer que ele faz algumas escolhas muito acertadas no meio do batalhão de comédias semi-ignorantes: “A vida secreta de Walter Mitty” é um que eu adoro. E Ben Stiller acerta de novo em “Enquanto somos jovens”, ao lado da sempre ótima Naomi Watts.

Eles são um casal de 40 e poucos anos que não teve filhos e que leva uma vida de aparente contentamento. Nem todos os sonhos de Cornelia e Josh foram realizados, mas a vida é confortável e previsível. Até se tornarem amigos de um casal de 20 e pouco. Jamie e Darby são livres, muito animados e amantes de itens retrô. Os típicos hipsters. Essa amizade coloca um novo tempero na vida do casal mais velho, que volta a se divertir e experimentar coisas novas.

“Como é bom voltar a ser jovem!” é a primeira impressão.

enquanto somos jovens

O comportamento de Jamie, no início tão acolhedor e espontâneo, começa a dar sinais de que talvez não seja ele assim tão bacana e sem segundas intenções. O “viver como jovem” aos quarenta também não é tão divertido assim quando você perde o contato com os amigos de sua idade e deixa de levar em conta o lado bom e ruim de amadurecer.

É uma comédia que fez meu eu de 30 e poucos anos (quase indo para 30 e muitos) rir um pouco e refletir bastante, já que não estou mais na ala dos super jovens e ainda não cheguei na turma dos quarenta.

Anúncios

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s