“Miniaturista”

miniaturista

Foto por Júlia A. O.

Sabe quando você fica esperando aquele momento do livro em que você será fisgado pela história? E quando ele só acontece nas páginas finais? Um tanto decepcionante, não?

Essa foi a experiência com “Miniaturista”, de Jessie Burton.

A história é boa e eu racionalizava que logo eu estaria tão presa a ela que correria para pegar o livro. Infelizmente, faltavam poucas páginas quando eu percebi que certa expectativa minha não seria preenchida e que era melhor eu me focar em outro aspecto da história, correndo o risco de, não mudando o foco, desgostar da leitura.

Na rica Amsterdã do século XVII, Petronella (ou Nella) é uma garota de dezoito anos que saí de sua cidade do interior para se casar com o rico comerciante Johannes Brandt. Como o casamento foi arranjado, costume da época, ela não sabia o que encontraria na sua nova casa.

Com o que ela se depara? Um marido ausente, uma cunhada rígida e desagradável, uma criada intrometida e um empregado negro, algo que ela nunca havia visto em sua vida. Os dias passam desanimados até que ela ganha de seu marido uma gigantesca casa de bonecas. Para preencher o tempo e desfrutar do presente, Nella encomenda algumas miniaturas. Só que tais miniaturas parecem prever o futuro. A garota fica assustada, fascinada e confusa com a mensagem que parece lhe estar sendo transmitida por meio dos pequenos objetos.

Digam se a sinopse não é empolgante? E que não eleva as expectativas às alturas?

Anúncios

O que você acha? Deixe uma resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s