culinaria

Revista do Jamie Oliver

Quem me conhece sabe do desastre que eu era na cozinha. É piada recorrente o dia em que estávamos no churrasco, me ofereci para ajudar e quando me pediram para fazer o vinagrete, olho em desespero: “não sei picar uma cebola!”.

Fui empurrando minha inabilidade o quanto tempo me foi possível. Quando eu estava poucos meses de me casar, bateu um desespero! “como vou ter minha casa se não entendo nada de cozinha?”

Minha mãe até tentou, mas eu fugia das aulas domésticas. Até que me matriculou em um curso de comidas “básicas”, do dia-a-dia, e perdi o medo.

Se eu cozinho atualmente? Raramente. Mas pelo menos sei o que comprar no supermercado! Ha!

O que me falta é criatividade. Daí que os livros de culinária são extremamente necessários para que não tenhamos todo santo dia arroz, feijão, legume e carne/frango grelhado.

Foto por Júlia Antunes Oliveira

Quando fui visitar meu irmão em Londres, em 2010 e 2011, não somente eu fiquei alucinada com os restaurantes do Jamie Oliver (ingredientes mais frescos não há!), como tive a sorte de poder comprar várias revistas do chef. A “Jamie Oliver magazine” tem fotos e-s-p-e-t-a-c-u-l-a-r-e-s e receitas sempre saborosas do engajado, fofo e talentoso cozinheiro.

Para quem lê em inglês ama cozinhar e está bem das finanças, pode ser assinante da revista! Acabei de descobrir que entregam no Brasil:

https://jamie.subscriptions-mps.co.uk/Subscription/Personal

Ou você poder viajar várias vezes para Londres. 😉

Ou, mais barato, acessar o super completo e divertido site do Jamie Oliver:

http://www.jamieoliver.com

Fotos por Júlia Antunes Oliveira

Fotos por Júlia Antunes Oliveira

Anúncios

Brigadeiro, te prometo ser fiel!

Só de pensar em brigadeiro a boca saliva, o coração acelera, as papilas gustativas se animam com a lembrança da sensação de felicidade (serotonina=felicidade e vice-versa).

E considerando a facilidade de satisfazer meu vício, admito que não sabia fazer brigadeiro. Até ser presentada pelo meu marido com “O Livro do Brigadeiro”, da doceira Juliana Motter, do ateliê Maria Brigadeiro.

Aviso: é um verdadeiro perigo à dieta as receitas deliciosas envolvendo nosso amado doce nacional. Perigo que abraço com gosto. Gosto de brigadeiro.